Muitos veículos são como péssimos atores. Não enganam ninguém.

483872-russell-brand

Os  compradores podem identificar alguns indícios de adulteração de KM que o próprio carro apresenta. 

 

Você já viu depoimentos impactantes.

Já sabe que, se o carro usado passou por uma vistoria para seguro, você tem chances de identificar a adulteração de KM através do Dossiê Comprovenet.

Agora é o momento de descobrir os indícios de adulteração que o próprio carro te apresenta.

Fique atento e siga as pistas.

detectives

Eu prometi. Então, é hora de cumprir a promessa.

Durante boa parte da minha vida, eu nem mesmo teria capacidade de te passar as informações a seguir. Mas, depois de anos (e experiência acumulada) trabalhando em uma empresa especializada em vistorias veiculares, eu posso te dizer que conheço as armadilhas e as formas de escapar delas.

Só para você ter uma ideia, junto com a equipe do Comprovenet, nós já evitamos mais de R$ 1.000.000,00 (UM MILHÃO DE REAIS) em prejuízos para milhares de clientes.

Para muitos dos nossos clientes, nós identificamos adulterações de KM em veículos que eles pretendiam comprar. Correr riscos? Só para os desinformados.

Mas adivinha só! Os próprios clientes poderiam ter identificado alguns indícios de adulteração de KM que o próprio carro apresenta.

Nem todos os carros apresentam características físicas compatíveis com os números registrados no seu hodômetro, como foi o caso do Honda City do nosso amigo Dion (você não viu o depoimento no post anterior? Recomendo dar uma olhada: Quem mexeu no meu KM? De novo?).

Fique atento às pistas. Muitos veículos são como péssimos atores. Não enganam ninguém.

Em primeiro lugar, desconfie de carros com 2 ou 3 anos de uso que apresentem baixa quilometragem. Digamos algo em torno de 20.000 ou 30.000 KM.

Verifique os pedais. Um carro com 30.000 KM rodados deveria ter pedais desgastados? Claro que não! Então, fique atento.

Outros indícios interessantes estão no volante e no câmbio. Observe se eles estão lisos, sem aquela rugosidade comum do plástico novo.

Pneus muito desgastados também não combinam com baixa quilometragem.

Uma última dica: tome como referência uma média de 12.000 KM rodados por ano. Assim, um carro com 2 anos de uso, deve ter uma média de 24.000 KM rodados.

Se o carro apresentar indícios de adulteração de KM e você quer ter CERTEZA, faça um Dossiê Comprovenet.

Se o carro realmente te interessa e não apresenta indícios de KM adulterado, faça o Dossiê Comprovenet mais rápido ainda! Evite o risco. E, assim como o nosso amigo Dion (e tantos outros clientes), ELIMINE OS PREJUÌZOS.

Gostou das informações? Então deixa aí o seu comentário.

Abraços e até a próxima.

Amilton Quintela


6 Responses so far.


  1. PAULO disse:

    olha consegui perceber que meu painel de KM está adulterado , a kilometragem , roda muito rápido , mais ainda estamos no seguro do veículo , como procedo com a conssecionaria ?

    • admin disse:

      Olá, Paulo.

      Cara… não sei se entendi bem o seu comentário. Quando você diz que o carro está no seguro refere-se à garantia do fabricante?

      Se for o caso, leve o seu carro à concessionária e exponha o seu problema, para que eles possam avaliar.

      Se o seguro ao qual você se refere é o seguro contra sinistros (acidentes, furtos), aí não há nenhuma relação entre a seguradora e qualquer eventual defeito do seu hodômetro.

      De um jeito ou de outro, tire a sua dúvida. Leve o carro à concessionária e só se dê por satisfeito quando as informações te convencerem.

      Abraços.
      Amilton Quintela
      Comprovenet

  2. AMANDA disse:

    HUMMM! MTO BOM! ADOREI AS DICAS. TOMAREI MAIS CUIDADO NA PRÓXIMA VEZ QUE FOR TROCAR DE CARRO! OBRIGADA!

    • admin disse:

      Que bom que você gostou, Amanda!

      O pessoal aqui do Comprovenet fica realmente muito feliz. A ideia é não correr riscos desnecessários.

      Grande abraço.
      Amilton Quintela
      Comprovenet

  3. Rui disse:

    melhor olhar tambem, o ano de fabricaçao dos pneus que deve ter o mesmo ano de fabricaçao do veiculo, se nao bater. tem algo errado. pneu tem vida util de cinco anos.

    • admin disse:

      Valeu, Rui!

      Primeiro pelo comentário, depois pela dica muito bacana. Data de fabricação dos pneus! Mais um item de análise para o consumidor informado.

      Obrigado, meu caro.

      Abraço.
      Amilton Quintela
      Comprovenet

Leave a Reply